Terça-feira, 24 de Março de 2009
Preconceitos/filme – Bill Elliot

 

Preconceitos/filme – Bill Elliot
 
                O filme fala de um menino que era o Bill Elliot que pratica boxe num ginásio, e ao lado há aulas de Ballet, e ele ou ouvir a música do outro lado do ginásio foi ver como eram as aulas, e ele começou a gostar do que via, e começou a experimentar, a professora começou a olhar para ele a dançar e vê que tem boas características para o ballet. Só que os preconceitos falaram mais alto, começou a pensar que aquilo era para meninas, e o homem ou rapaz que praticasse aquele tipo de dança era para homossexuais. Mas a professora de ballet Mrs. Wilkinson ao ver aquele potencial o seu ballet renasce e explicando e insistindo para que ele vá para as aulas. Bill aceita e nos dias que ele era para ir para as aulas de boxe ele vai para o ballet sem o pai Gary Lewis saber. No entanto o seu melhor amigo, com quem Bill andava sempre, começou a ter tendências de ser homossexual, e mesmo assim o Bill, não deixou de ser mais amigo dele por causa disso. Um dia seu pai ao ir ver uma aula de boxe, encontra-o a fazer ballet e leva-o para casa logo de imediato com toda a brutalidade. Em casa já com um ambiente de morrer por causa das greves dos mineiros, onde o irmão é uns dos “cabecinhas” da greve. O pai estava muito irritado com o filho porque dizia que não o queria ver a fazer ballet porque era para meninas e homossexuais, tendo o irmão mais velho a mesma opinião. Bill Elliot apesar de o pai e o irmão não querem que ele continua-se com o ballet, mas ele continua às escondidas, porque Gary Lewis insistiu com ele, porque tinha boas características. A professora de ballet depois quis levar o Bill para uma escola muito boa de ballet o prestigiado Royal Ballet, que depois a professora foi tentar convencer o pai para o deixar ir fazer os testes, mas o pai dele não quis saber nada disso e não o deixou ir. Um dia Bill mais o seu amigo, estavam os dois a brincar no ginásio onde praticava ballet, onde depois um amigo do seu pai o vê que ele está a dançar e chama o Gary Lewis para ir ver o que o seu filho estava a fazer. Ao entrar no ginásio o Bill e o seu pai param frente de um para o outro, e de repente apanha toda a coragem e começa a dançar frente ao pai. O pai espantado e maravilhado ao ver o seu filho dançar não lhe diz nada e vai-se embora. Mais tarde o pai de Bill vai trabalhar para arranjar dinheiro para o seu filho ir à escola Royal, mesmo contra o filho mais velho, que era o que estava a frente das greves. O pai de Bill consegue leva-lo à escola de Ballet mas ele chumba na sua primeira vez. Na segunda vez que lá vai, ele entra para a escola e fica um grande bailarino.

            Este filme mostra que não devemos julgar as pessoas pelo que vemos e por o que elas fazem, porque podem ser falsas.

sinto-me: Fixe
publicado por Psicologia A às 21:27
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.posts recentes

. Pesquisa da Obediência

. Pesquisa conflito e coope...

. Mapa - Obediência

. Mapa - Intimidade

. Mapa - Amor

. Mapa - agressão

. Cidade de Deus - Filme

. Glossário

. Conceitos

. Preconceitos/filme – Bill...

.arquivos

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

blogs SAPO
.subscrever feeds